Banner - Vem K - 1040x250.jpg

Saúde de Camboriú orienta sobre o Coronavírus



A Prefeitura de Camboriú, por meio da Secretaria de Saúde, informa os moradores sobre o Coronavírus. O que precisamos saber? Devemos nos preocupar?


O Coronavírus, apareceu na China na cidade de Wuhan. O primeiro alerta foi recebido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), no dia 31 de dezembro de 2019. As autoridades chinesas alertaram sobre o surgimento de uma série de casos de pneumonia de origem desconhecida. 


A Agência Americana de Vigilância e Prevenção de Doenças, aponta como início da contaminação, um grande mercado que vende animais exóticos para consumo. Nesta quinta-feira, 30, o Ministério da Saúde divulgou que o vírus está em 21 países, 9.700 pessoas contaminadas, com cerca de 200 mortes, na China. O Brasil teve 33 notificações 2019-nCOv (sigla do Coronavírus): 9 casos suspeitos, 4 descartados, 20 excluídos e nenhum confirmado. Santa Catarina notificou dois casos suspeitos, em São José, mas a Diretoria da Vigilância Epdemiológica os dois casos foram descartados. 


De acordo com a OMS o vírus é transmitido de uma animal para humano e de humano para humano, por meio de contato pessoal próximo; gotículas de saliva; espirro; tosse; catarro; , como toque ou aperto de mão; contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.


Estados Unidos e china trabalham numa vacina para combater o Corona. Mas de acordo com a OMS, a transmissão ainda vai atingir o pico máximo de 7 a 14 dias, com mais contaminações. Com as medidas que estão sendo tomadas, depois ela deve começar a cair. "É importante saber que no Brasil não tem nenhum caso confirmado. Isso nos dá uma certa segurança, mas as autoridades estão alertas. A Secretaria de Saúde de Camboriú já está se preparando e buscando informações junto ao Governo do Estado para saber como devemos proceder”, explica a secretária de saúde, Elisama de Freitas. 


“Estamos preparados para orientar a comunidade. Vamos ficar atentos às novas notícias e aguardar as orientações da Dive-SC", Josiane Farias. De acordo com a assessoria de Comunicação da Dive-Sc estão elaborando um plano de ação que será divulgado nos próximos dias. Ele inclui treinamento e orientação sobre os vírus para  os servidores dos Departamentos de Vigilância Epdemioólgica, de todas as cidades do Estado. E já iniciaram um trabalho de prevenção, principalmente nos portos de Santa Catarina. 


Quais os sintomas:

tosse;

dificuldade respiratória;

falta de ar  

febre. 


Como evitar: 

evitar contato próximo com pessoas com infecções respiratórias agudas;

lavar sempre as mãos, especialmente, após contato com pessoas doentes

utilizar lenço descartável para higiene nasal;

cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;

evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

higienizar as mãos após tossir ou espirrar;

não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos e copos

manter os ambientes bem ventilados;

 evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes.

3193 14 - Calebe Moreno - 960x960.jpg
3254 05 - WEB BANNER - CALEBE - 960X960