3321-04-CALEBE-CAMBORIU-NOTICIAS-900x150.jpg

QUASE UMA TONELADA DE COCAÍNA APREENDIDA NO PORTO DE ITAJAÍ



A Polícia Federal e a Alfândega da Receita Federal apreenderam, na manhã desta quinta-feira (16), 935 quilos de pasta-base de cocaína no Porto de Itajaí. Ainda há contêineres em verificação, por isso é possível que o volume seja ainda maior. É a primeira apreensão do ano nos portos de Santa Catarina.


A droga estava escondida em contêineres carregados com argamassa, que seriam enviados para o porto de Amsterdã, na Holanda. Os tabletes de cocaína estavam dentro dos sacos de material de construção, que são costurados. Havia cinco quilos de pasta-base em cada embalagem de 20 quilos de argamassa.


O carregamento foi descoberto porque a carga foi classificada na análise de risco da Receita Federal, e selecionada para passar pelo raio-X. Os contêineres já estavam na retroária do Porto de Itajaí, onde ficam armazenados os contêineres, desde dezembro. O delegado Thiago Giavarotti, da Polícia Federal, responsável pelo caso, disse que a investigação buscará explicar por que eles ainda não haviam sido embarcados.

A principal hipótese levantada é que o carregamento seria enviado em um navio que, por algum motivo, não fez escala em Itajaí no mês passado.


O inquérito instaurado pela PF vai investigar quem foi o responsável pelo envio da droga no Brasil, e quem a receberia na Holanda.


Em 2019, a Receita e a Polícia Federal apreenderam no Complexo Portuário do Itajaí-Açú, que integra os portos de Itajaí e Navegantes, mais de 4 toneladas de cocaína que seriam enviadas pra o exterior. O principal destino são os portos europeus, de onde a droga é distribuída.


Por Dagmara Spautz

whatscamboriu.png
3319 - 10 - WEB BANNER - CALEBE - 960x960.jpg