3321-04-CALEBE-CAMBORIU-NOTICIAS-900x150.jpg

Professora é morta a facadas na porta da escola em Florianópolis



Na tarde desta quarta-feira (19), a diretora da escola Januária Teixeira da Rocha, no Campeche, em Florianópolis, foi morta a golpes de faca.


Uma professora foi assassinada a facadas no fim da tarde desta quarta-feira (19), em Florianópolis. O caso ocorreu no Colégio Januário Teixeira, na Rua da Capela, bairro Campeche. O crime foi cometido por um ex-companheiro da vítima.


Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a vítima era uma mulher de 49 anos. Ela teria sofrido dois golpes de faca na lateral do pescoço em uma briga ocorrida no banheiro da escola.


Durante a briga, a mulher ainda teria conseguido dar um golpe de faca na barriga do agressor, que fugiu.


A professora foi socorrida por uma enfermeira que estava no colégio, que iniciou o procedimento de ressuscitação pulmonar. A equipe do helicóptero Arcanjo foi acionada, mas o médico da equipe constatou que a vítima perdeu muito sangue. A morte foi constatada às 18h.


Segundo a Polícia Militar, o suspeito entrou na escola depois que as aulas terminaram, levou a educadora para o banheiro, onde se trancou com ela e cometeu o crime.

O suspeito do crime, um homem de 40 anos, foi preso em flagrante logo depois do crime. Ele foi conduzido ao Hospital Celso Ramos, no Centro de Florianópolis, porque apresentava ferimentos. Segundo informações preliminares, ainda não confirmadas, moradores tentaram conter o suspeito após o crime.


A delegada Eliane Chaves, diretora de Polícia da Grande Florianópolis, confirmou a prisão do suspeito e disse que ele deve responder por feminicídio. Outros detalhes da ocorrência ainda não foram confirmados.


Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Instituto Geral de Perícias têm equipes em atendimento no local da ocorrência.


Este foi o quinto feminicídio do ano. Segundo o coronel Araújo Gomes, comandante da Polícia Militar de Florianópolis, neste mesmo período do ano passado o Estado registrava 10 casos. Foi o primeiro feminicídio do ano na Grande Florianópolis, segundo o comandante da PM.




Por Jean Laurindo

Foto: Clarissa Batistella

whatscamboriu.png
3319 - 10 - WEB BANNER - CALEBE - 960x960.jpg