Pornografia, sexo e nudez no Caixa d’aço vira caso de polícia

A Polícia Civil informou que deve investigar cenas de sexo registradas no Caixa D’aço em Porto Belo. A decisão foi tomada após vídeos com conteúdo sexual gravados em lanchas começaram a circular nas redes socais.

Porto Belo – Vídeos com conteúdo sexual que estão circulando nas redes sociais estão sendo investigados pela Polícia Civil no litoral catarinense. Num dos posts há um casal transando e mulheres exibindo os seios em lanchas na baía do Caixa d´Aço, em Porto Belo.


>Casal usa cabine da roda-gigante para fazer sexo em Balneário Camboriú


Os casos estão sendo investigados pela polícia Civil. Os envolvidos podem responder por ato obsceno, previsto no artigo 233 do código Penal, com detenção de três meses a um ano e mais o pagamento de multa.



Segundo a delegada Luana Backes, de Porto Belo, as cenas obscenas no Caixa d´Aço têm se repetido durante a temporada. Um termo circunstanciado investiga três influencers digitais que praticaram cenas nas lanchas.


>Luciano Hang, dono da Havan, quer construir o maior prédio da América Latina em Balneário Camboriú


O caso foi registrado na polícia no final de janeiro. As moças aparecem nos vídeos se tocando e sem a parte de cima do biquini.


A delegada também investiga um vídeo postado no final de semana de carnaval, onde uma mulher aparece fazendo sexo oral em um homem e depois os dois transam a bordo da lancha, na frente de dezenas de pessoas. Os envolvidos já teriam sido identificados.




whatscamboriu.png