Polícia descobre pistas de homem que assaltou banco em Criciúma



Um dos carros usados pelos criminosos no assalto à agência bancária em Criciúma foi abastecido em um posto de gasolina de Campinas, em São Paulo, no sábado (29), dois dias antes do crime. Este é mais um indicativo de que a quadrilha teria saído do estado paulista para atacar em Criciúma.


A polícia também investiga um criminoso que teria participado de dois ataques ao Banco do Brasil. Um em Ourinhos, no interior paulista, e outro em Criciúma.





O suspeito seria o mesmo nas duas fotos acima. As imagens são dos ataques às duas cidades: 2 de maio, em Ourinhos, e 1 de dezembro, em Criciúma. A polícia está analisando e cruzando as impressões digitais deixadas pelos bandidos nos dois crimes.


O caso


A quadrilha de assaltantes promoveu uma noite de terror em Criciúma na madrugada de terça-feira (1°). Conforme dados da polícia, cerca de 30 homens encapuzados atuaram no assalto à agência bancária no centro da cidade.


Os criminosos provocaram incêndios, bloquearam ruas e acessos à cidade, atiraram contra o Batalhão da Polícia Militar e usaram pessoas como escudos. A polícia investiga o caso e tenta localizar os suspeitos, que abandonaram dez carros em Nova Veneza. A rota de fuga ainda é desconhecida e a polícia continua as buscas.





Receba nossas atualizações

  • Instagram - White Circle
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019