Banner - Vem K - 1040x250.jpg

Pitbulls matam casal de yorkshires e ferem uma cachorrinha em Itajaí




Na manhã de terça-feira, dois pitbulls que mataram um casal de yorkshires, na rua Duque de Caixas, na Vila Operária, em Itajaí, fizeram mais uma vítima. Dessa vez foi uma cachorrinha vira-lata, que por sorte sobreviveu. O ataque foi na rua Fiúza Lima, logo depois do ataque ao yorkshires.

A dentista Aline Pressotto, 31 anos, conta que a cadelinha Yuli, de quatro anos, tem uma rotina de passeios todas as manhãs. Na terça-feira, a mãe de Aline levou Yuli, a cachorrinha para passear.

No meio do passeio, apareceram dos pitbulls e atacaram Yuli por trás. “Do nada, ela sentiu um vulto e viu os dois pitbulls voando em cima da Yuli. O menor pegou por baixo no pescoço e o maior na parte de cima”, conta.


Aline começou a gritar por socorro, mas ninguém parava pra ajudá-la.


“A minha irmã ensinou a minha mãe a pegar as patas por trás dos cachorros. Ela fez isso e os cães largaram Yuli”, conta.

A cadelinha, muito assustada, se escondeu embaixo do carro, nesse momento, o motorista de um carro parou e ajudou a Aline, colocando a cachorrinha dentro do carro e levando direto ao veterinário.

A dentista também pretende processar os donos dos cachorros. “Pelo que a gente ficou sabendo não é a primeira vez que isso acontece”, conta. Aline ainda diz que os pitbulls estavam com “sangue nos olhos” e seguiram o carro até o veterinário.



Tinham matado dois

Pouco antes de atacar Yuli, os pitbulls já tinham matado os yorkshires da professora Cristiane Lisboa Marinho Vitória, 36. Ela saiu para passear com Meg, de um ano e um mês, e com o Frederico, de dois anos, na rua Duque de Caixas.

Os pitbulls estavam soltos, atacaram e mataram os cãezinhos. A vizinhança, vendo o desespero da professora, tentou socorrê-la, mas os cães já estavam mortos.


Cristiane já contratou um advogado e anunciou que pretende processar a dona dos pitbulls. O ataque aos três cães está sendo investigado pela polícia Civil.


O caso está sob responsabilidade do delegado Fábio Osório. A investigação vai apurar se houve uma omissão ou não dos donos na guarda dos animais.

3254 05 - WEB BANNER - CALEBE - 960X960