3321-04-CALEBE-CAMBORIU-NOTICIAS-900x150.jpg

Petistas e tucanos querem voltar a qualquer custo, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a atacar adversários políticos em conversa na manhã desta segunda-feira (14) com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

O mandatário disse que, “eles querem voltar a qualquer custo”, à Presidência da República, uma referência às candidaturas tucanas e petistas, que governaram o País durante a redemocratização, nas eleições presidenciais de 2022.


“Você não sabe o que é uma cadeira presidencial para desejar 22 para a gente”, respondeu Bolsonaro a uma apoiadora que lhe disse torcer pela vitória no primeiro turno no próximo ano. “Eles querem voltar a qualquer custo e não é apenas aquele pessoal dos 9 dedos, tem mais gente”, emendou, se referindo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e petistas.


>>Governo anuncia piso salarial de R$ 5 mil para professores de Santa Catarina


Bolsonaro fala em sede de poder de Doria

Ao ouvir no nome do governador paulista, Bolsonaro emendou: “(Doria tem) sede de poder; Não consegue administrar Estado dele, quer comandar Brasil.” No último sábado (12), o tucano aplicou multa de R$ 552,71 ao presidente por comparecer a um passeio de motos sem máscara na capital paulista.



Estiveram presentes também o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, e os ministros da infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, sondado para ser candidato ao governo paulista, e Ricardo Salles, do Meio Ambiente.


Perguntado por um dos presentes sobre possível candidatura do governador de Minas Gerais, seu aliado Romeu Zema (Novo), o presidente tergiversou. “Não vou discutir política. Minas tem dois candidatos lá”.


Por Estadão Conteúdo


whatscamboriu.png
3319 - 10 - WEB BANNER - CALEBE - 960x960.jpg