Pássaros são envenenados na frente de condomínio em Itajaí



O caso aconteceu em um condomínio no bairro Fazenda, em Itajaí. Os moradores flagraram um crime ambiental que ocorreu bem na porta de entrada do prédio e decidiram denunciar às autoridades.


Um prato com veneno misturado a alpiste foi deixado como armadilha para os pássaros que vivem no entorno. Alguns deles acabaram morrendo logo em seguida, na própria calçada.


O caso foi denunciado à polícia Civil, através de um boletim de ocorrência, e também ao Instituto Itajaí Sustentável (INIS), da prefeitura de Itajaí. Segundo a moradora Camila Marques, além do crime ambiental, outra preocupação é que o prato com veneno foi deixado em um vaso de plantas ao alcance de crianças, que também poderiam ingerir o veneno por engano.

O prédio fica na rua João Antônio de Oliveira, no acesso ao bairro de Cabeçudas, próximo à Mata Atlântica. O local é habitat para espécies como tucanos, araras e gralhas azuis, conta a moradora.


Moradores já tinha percebido outras vezes pássaros mortos na calçada do prédio, mas achava que eles estavam batendo contra o vidro espelhado da fachada.

Segundo informações, foi flagrado um prato com veneno e pediram que a síndica do condomínio verificasse nas câmeras de segurança quem era o responsável pela maldade.


“Mais ela disse que já estava tudo resolvido e não quis mostrar as imagens. Ou é alguém da rua, ou é alguém do prédio que está fazendo isso. Essa pessoa precisa ser responsabilizada e conscientizada de que está cometendo um crime ambiental”, reforça moradores..

Eles procuraram então o órgão ambiental da prefeitura e através do site do INIS foiram orientados a oficializar a denúncia a polícia Civil, Ibama e até ao Ministério Público. Os moradores esperam uma resposta da polícia Civil antes de buscar os outros órgãos indicados.


“Que a pessoa assuma o erro e seja conscientizada. Agora a gente vai ter que ficar monitorando pra não acontecer mais. Essa pessoa está envenenando toda uma cadeia alimentar”, conclui.



Instituto diz que não recebeu denúncia

Apesar de o caso ter sido protocolado virtualmente pelos moradores, o INIS informou através de sua assessoria que não recebeu denúncia formal.


“Neste caso específico relatado, de uma denúncia de envenenamento de pássaros, o INIS também orienta que seja feito por parte do síndico do condomínio ou morador um Boletim de Ocorrência (BO) na Delegacia da Polícia Civil e solicitada a representação, para que também haja investigação criminal”, informou a assessoria.

Receba nossas atualizações

  • Instagram - White Circle
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019