Banner - Vem K - 1040x250.jpg

O que já se sabe sobre o sequestro da menina de 4 anos em Palhoça


A mãe da menina sequestrada em Palhoça, contou a PM que também já tinha visto os suspeitos antes de ter a casa invadida e ser agredida com um pedaço de ferro na cabeça na noite da última sexta-feira (18). O primeiro contato, segundo ela, teria sido bastante suspeito:


- Isso vai ser confirmado pelas investigações, mas pelo relato da mãe, há cerca de 10 dias um casal com as mesmas características e com um veículo também com as mesmas características, esteve na rua.


A criança estava brincando e eles convidaram (a menina) pra sair. Foi o momento que a menina chorou e a mãe interveio, e eles disseram que iam levar pra comprar doce, mas a mãe não dexou. Foi aí que ela teria visto esse casal pela primeira vez - diz a delegada, Eliane Chaves.

Após o primeiro episódio, o casal teria esperado alguns dias para uma nova aproximação, mas não desistiu de levar a menina. Conforme a delegada, os suspeitos teriam entrado em contato com a mãe da criança através das redes sociais no mesmo dia em que ocorreu o sequestro:


- A criança usava remédios e a mãe tem uma situação financeira bem precária, então pedia ajuda nas redes sociais e costumava receber ajuda de pessoas boas, de pessoas bem intencionadas.


Na última sexta-feira, a mãe da menina sequestrada recebeu um contato de uma pessoa que disse que levaria uma cesta básica até a casa dela. Logo depois, foi atacada e teve a filha levada de sua casa.


Por Clarissa Battistella

3193 14 - Calebe Moreno - 960x960.jpg
3254 05 - WEB BANNER - CALEBE - 960X960