3321-04-CALEBE-CAMBORIU-NOTICIAS-900x150.jpg

Gêmeas trans operadas em Blumenau recebem liberação médica


Caso, que repercutiu internacionalmente, teve um desfecho feliz na última semana

Após uma cirurgia onde correu tudo bem, com um pós-operatório igualmente bom, as gêmeas trans operadas em Blumenau há pouco mais de duas semanas, finalmente puderam voltar pra casa, em Minas Gerais.


As irmãs, de 19 anos, Sofia Albuquerck e Mayla Phoebe de Rezende passaram pela cirurgia de redesignação sexual (mudança de sexo) nos dias 10 e 11 de fevereiro e após a plena recuperação foram liberadas pelos médicos para retornarem ao estado natal, na sexta-feira (26/02). O caso repercutiu internacionalmente, sendo noticiado pelos quatro cantos do mundo como o primeiro caso de gêmeas trans que fizeram a transição do masculino para o feminino ao mesmo tempo. A notícia foi citada no periódico norte-americano New York Post e nos ingleses The Sun e Daily Mail, entre outros.


Elas também são as trans mais jovens a fazerem a operação no país, com base na resolução de 2020 do Conselho Federal de Medicina (CFM), que diminuiu de 21 para 18 anos a idade mínima para a cirurgia.


>Trigêmeos que perderam a mãe ao nascer completam um mês e ganham ensaio fotográfico

Operadas no Hospital Santo Antônio pelos médicos cirurgiões Dr. Cláudio Eduardo de Souza e Dr. José Carlos Martins Júnior, que comandam a clínica Transgender Center Brazil, em Blumenau, as irmãs tiveram pouca dor no pós-cirúrgico e iniciaram o processo de dilatação vaginal, protocolo necessário para adaptação ao novo órgão sexual das irmãs, agora com genital feminino.




whatscamboriu.png
3319 - 10 - WEB BANNER - CALEBE - 960x960.jpg