Enxurrada deixa mortos e desaparecidos em Presidente Getúlio


As fortes chuvas que atingiram o Alto Vale do Itajaí entre a noite desta quarta (16) e a manhã de quinta-feira (17) deixaram ao menos seis mortos na cidade de Presidente Getúlio, segundo a Defesa Civil estadual. O temporal causou alagamentos, deslizamentos de terra, e a enxurrada arrastou moradores. Há pessoas desaparecidas. A cidade está sem energia elétrica e telefonia. A Defesa Civil confirmou ainda uma morte em Ibirama, também no Alto Vale.

Durante a manhã, o governo catarinense chegou a confirmar ao menos 10 mortes e 20 desaparecidos em Presidente Getúlio. Por volta das 10h20min, a Defesa Civil emitiu novo boletim e divulgou que, na verdade, foram confirmadas pelo menos seis mortes na cidade. O número de desaparecidos não foi informado neste novo relatório.


​Equipes da Defesa Civil Estadual, Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina atuam desde a madrugada no resgate e levantamento de perdas. O acesso à cidade de Presidente Getúlio, que tem cerca de 14 mil habitantes e fica a aproximadamente 80 quilômetros de Blumenau, está bloqueado por causa de deslizamentos de terra.


Ainda segundo o governo de SC, a forte enxurrada foi provocada por 120 milímetros de chuva em um espaço de apenas seis horas — entre as 22h de quarta-feira (16) e as 4h da madrugada desta quinta-feira (17). Outras cidades no Alto Vale também tiveram acumulado considerável: em Rio do Sul, por exemplo, choveu o equivalente a 89 milímetros em 12 horas; em Vidal Ramos, 63 milímetros; Ituporanga, 55 milímetros.

Conforme os bombeiros voluntários do município, mais de 100 chamados foram feitos entre 22h desta quarta e manhã de quinta.


Há dificuldade em chegar aos pontos mais críticos devido aos alagamentos e deslizamentos. Uma ponte cedeu. Moradores relataram que a água dentro dos imóveis passou de um metro.

— A situação é caótica, nós também estamos vulneráveis pois ficamos sem acesso ou tivemos as casas invadidas [pela água]. O bairro mais atingido é o Revólver — conta o bombeiro Alex de Lima.


O governo enviou o grupo de resposta de Rio do Sul para apoiar os trabalhos dos Bombeiros Voluntários na região, e também determinou o deslocamento de aeronaves do grupo aéreo do CBMSC para atuar nos resgates.


— O momento é de solidariedade com todas as vítimas. Estamos trabalhando desde as primeiras horas e nossas equipes já estão no local para levar auxílio para aqueles que foram atingidos em Santa Catarina. A situação ainda é de cautela com novos temporais, por isso é importante que a população se mantenha atenta aos alertas da Defesa Civil — declarou o governador, Carlos Moisés da Silva (PSL).


Operação com as barragens do Alto Vale

Por conta do acumulado de chuvas, a Defesa Civil ativou o protocolo de operação das barragens de Ituporanga e Taió. Conforme último relatório, publicado às 7h desta quinta-feira (17), todas as comportas haviam sido fechadas em ambas as estruturas.


Governador vai a Presidente Getúlio


Depois de uma agenda em Blumenau na manhã desta quinta-feira (17), o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (PSL), visitará Presidente Getúlio. O chefe do Executivo catarinense deve embarcar após o almoço em um helicóptero do Corpo de Bombeiros para sobrevoar as áreas mais atingidas no Alto Vale do Itajaí.


Além do governador, o secretário Nacional de Defesa Civil, Alexandre Lucas, também está a caminho de Santa Catarina. Ele irá acompanhar o trabalho de resgate dos desaparecidos e avaliar os danos da tragédia na cidade de Presidente Getúlio.


Por Bianca Bertoli


WhatsApp Image 2021-02-27 at 15.08.36.jp
3105 06 - PORTAL CALEBE MORENO 728x90 -

Receba nossas atualizações

  • Instagram - White Circle
  • Ícone do Facebook Branco

© 2014