Empresário de Balneário Camboriú morre ao testar tirolesa que seria inaugurada no Rio Grande do Sul



O empresário catarinense Sandro Marcos da Silva, de Balneário Camboriú, morreu nesta terça-feira (7) na cidade de Iraí, no Rio Grande do Sul. Sandro caiu durante o teste de uma tirolesa, instalada pela empresa dele. Como não houve rompimento do cabo as suspeitas são de que um problema no equipamento usado pelo empresário tenha causado o acidente. O caso é investigado pela Polícia Civil gaúcha.

Sandro testava a tirolesa antes do treinamento dos funcionários que atuariam na atração. O curso deveria começar nesta quarta-feira (8).


O empresário estava no Rio Grande do Sul acompanhado da mulher e duas das três filhas. Detalhes sobre o velório ainda não foram divulgados.


Sandro era militar do Exército, onde ingressou em 1988, e paraquedista há mais de 30 anos. A empresa dele, Projeto Avantura, projetou diversas atrações de ecoturismo em Santa Catarina, como a tirolesa entre Rodeio e Benedito Novo, com 2 mil metros.


Também é dele o projeto da tirolesa de Pedra Bela, em São Paulo, com 1,7 mil metros de comprimento. A de Iraí, onde ocorreu o acidente, tem 1,6 mil metros e será uma das maiores do país.


Por Dagmara Spautz

Receba nossas atualizações

  • Instagram - White Circle
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019