Dona dos cães mortos após ataque de pitbull em Itajaí desabafa nas redes sociais




Dois cachorros da raça yorkshire foram mortos em um ataque cometido por dois pitbulls, em Itajaí, no bairro Vila Operária, nesta semana. A dona dos yorkshires fez um vídeo lamentando a morte dos "filhos" — como ela gostava de chamá-los — e pedindo por Justiça.


Cristiane Lisboa Marinho Viturino, 36 anos, foi acordada na manhã de terça-feira (13) por volta das 7h30min, pelo Frederico — um dos cachorrinhos. Como fazia todos os dias, ela levou ele o outro cachorro passear próximo a um terreno baldio que fica ao lado do prédio. Foi neste momento que eles foram surpreendidos e atacados por dois pitbulls.  


— Comecei a gritar, gritar, gritar e aí os vizinhos vieram, meu marido desceu e um caminhão de mudança que estava na esquina do prédio foi para cima dos dois cachorros. Só que eles só os largaram depois que já estavam mortos — lembra Cristiane. 



Ela conta que tentou salvá-los, mas por eles serem muito pequenos e o ataque ter sido repentino, não teve tempo. 


— Eles eram pequenos, um tinha 2,5 quilos e a Meg tinha 1,8 quilo, então foi só uma bocada. Muito rápido — conta.


Cristiane relata ainda que após os dois pitbulls atacarem os cachorros dela, ainda teriam atacado uma senhora e outro animal de estimação. Depois, ambos entraram em um outro terreno e atacaram outro cão.


A dona de Frederico e Meg registrou um boletim de ocorrência na delegacia e pede por Justiça:


— Nós já sabemos quem são os donos e onde eles moram. Os cachorros ainda estão lá como se nada tivesse acontecido, eles ficam soltos dentro do portão e em qualquer oportunidade e descuido dos donos eles fogem. 



Comportamento agressivo não é exclusivo da raça, diz veterinária


A médica veterinária Julia Stanchack Tessari explica que este comportamento agressivo dos pitbulls não é exclusivo da raça, mas tem relação direta com a forma que o cachorro é tratado pelos donos. 


— Pode ser um poodle, como pode ser um pitbull. Eles podem atacar igual. É muito mais do jeito que o cachorro foi tratado do que propriamente da raça. É claro que o pitbull tem muito mais musculatura, então quando eles mordem o estrago é maior. Tenho dois pitbulls em casa e eles nunca morderam ou atacaram ninguém — afirma Julia.



O ataque repentino de um pitbull ainda diz respeito à falta de socialização com outros cachorros, o que pode ser desencadeado pelo medo dos próprios donos de que algo aconteça enquanto estiverem passeando na rua, explica a veterinária:


— Geralmente são pessoas que deixam os cachorros o dia inteiro em casa. Não são cachorros que conseguem andar na rua sem serem malvistos e acabam ficando com medo. Por não serem levados para passear, ficam mais ansiosos em casa e o ataque acaba acontecendo.


Cristiane, a dona dos yorkshires atacados, relata ainda que as quatro vítimas estão se unindo e já acionaram um advogado. 


— Como eles disseram que não vai dar em nada, então eu vou pra frente mesmo, nem que seja a última coisa que eu faça para honrar a vida dos meu "filhinhos".


Veja o vídeo que viralizou na internet



Receba nossas atualizações

  • Instagram - White Circle
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019