Banner - Vem K - 1040x250.jpg

Cruzeiro impedido de desembarcar em Balneário Camboriú está com 700 tripulantes em quarentena



O navio de cruzeiro Costa Fascinosa está atracado há duas semanas no Porto de Santos (SP), com 700 tripulantes em quarentena. Eles estão impedidos de desembarcar desde que foi confirmada transmissão de coronavírus a bordo. Só pode descer quem apresenta sintomas – até agora, há sete pessoas internadas.


A última viagem do transatlântico foi a Balneário Camboriú, onde o Costa Fascinosa fundeou no dia 15 de março. A prefeitura, no entanto, proibiu o desembarque de passageiros e tripulantes devido ao risco de transmissão do coronavírus. Naquele momento, não havia confirmação de casos a bordo mas o município e o Estado já estavam em fase de contenção.


O prefeito Fabrício Oliveira usou as redes sociais para defender a medida tomada pelo município.



De Balneário Camboriú, o navio seguiu para Santos. Logo após o desembarque, no dia 17, três passageiros foram diagnosticados com covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. Começou, então, a quarentena dos tripulantes, os trabalhadores do navio.



Nesta segunda-feira (30), a situação do Costa Fascinosa foi mostrada pelo Jornal Nacional. A reportagem relatou uma visita de técnicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), durante a tarde. Os tripulantes estão isolados nas cabines, com acompanhamento médico, e têm a temperatura aferida duas vezes ao dia.


Não há prazo previsto para o fim da quarentena a bordo do navio.


PorDagmara Spautz

3193 14 - Calebe Moreno - 960x960.jpg
3254 05 - WEB BANNER - CALEBE - 960X960