Ciclone pode causar tempestade e alagamento em SC e outros pontos do país

Marinha do Brasil emite alertas de perigo para alguns estados




Um ciclone com características subtropicais deve alterar as condições meteorológicas em Santa Catarina e em outros pontos do país, provocando fortes chuvas e rajadas de vento, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O alerta também é feito pela Epagri/Ciram e pela Defesa Civil do Estado.


Em virtude do fenômeno, a Marinha do Brasil emitiu nesta segunda-feira (26) alertas de perigo de tempestade no Rio Grande do Sul, no Paraná e no Mato Grosso do Sul, além de SC. Para Bahia e Minas Gerais, o aviso é de perigo de chuvas intensas.


De acordo com o Inmet, a previsão de ciclone ganhou força nas últimas horas de domingo (25), sendo classificado como Tempestade Subtropical Mani. 


A Epagri/Ciram, em SC, também alerta para chance de temporais localizados neste começo de semana. No Oeste e Meio-Oeste do Estado há chance de ventania e granizo. Na madrugada de terça-feira (27) ainda há condição de temporais localizados no litoral e Vale do Itajaí, diz a Epagri/Ciram.



A Defesa Civil de SC informa que a aproximação e passagem de uma frente fria favorece temporais isolados entre a tarde desta segunda e a madrugada de terça. Há risco de chuva forte com raios, eventual queda de granizo e rajadas de vento (acima de 65 km/h).


Os temporais devem ocorrer de forma isolada. Não se descarta a possibilidade de alagamentos devido ao alto volume de chua em curto período. 


Alerta da Marinha para vento e mar agitado


Em nota divulgada no domingo, a Marinha ressaltou que os ventos provocados pelo ciclone poderão ocasionar agitação marítima com ondas, em alto-mar, com alturas de até 4,5 metros, até a manhã desta terça-feira (27). 



"Também há condições favoráveis à ocorrência de ressaca, com ondas de direção Sul a Sudeste, com até 2,5 metros de altura, na faixa litorânea entre os estados do Rio de Janeiro, ao norte de Arraial do Cabo, e do Espírito Santo, ao sul de Regência, até a madrugada do dia 27", emendou.


Por Agência Brasil

*Com informações da Defesa Civil de SC e da Epagri/Ciram.

whatscamboriu.png