Câmara aprova projeto que aumenta limite de pontos e prazo de validade da CNH

A proposta do governo federal prevê aumento do limite de pontos, de 20 para 40, além de prazo de validade, de 5 para 10 anos



A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (23) o texto-base do projeto de lei que reformula o Código de Trânsito Brasileiro. Os deputados precisam ainda analisar os destaques à proposta, o que pode trazer novas alterações ao texto. Uma nova sessão foi convocada para esta quarta-feira (24) às 11h. Depois desta fase, o texto também terá que passar pelo Senado.


A aprovação é uma vitória do governo federal, autor da proposta que aumenta a quantidade de pontos para perda da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), passando de 20 para 40 pontos


Pojeto de Lei 3267/2019 foi apresentado pelo presidente Jair Bolsonaro no ano passado. Mas o texto aprovado é o substitutivo do deputado Juscelino Filho (DEM-MA). Segundo o relatório, a CNH terá validade de dez anos para condutores com até 50 anos de idade. O prazo atual de cinco anos continua para aqueles com idade igual ou superior a 50 anos.


Já a renovação a cada três anos, atualmente exigida para aqueles com 65 anos ou mais, passa a valer apenas para os motoristas com 70 anos de idade ou mais. Entretanto, os motoristas que exercem atividade remunerada em veículo (motoristas de ônibus, caminhão, taxistas ou condutores por aplicativo, por exemplo) devem renovar a cada cinco anos.


O projeto prevê uma graduação de 20, 30 ou 40 pontos em 12 meses com níveis de infrações. Atualmente, a suspensão ocorre com 20 pontos, independentemente de haver esse tipo de infração.


Dessa forma, o condutor será suspenso com 20 pontos se tiver cometido duas ou mais infrações gravíssimas, com 30 pontos se tiver uma infração gravíssima, e com 40 pontos se não tiver cometido infração gravíssima no último ano.

Receba nossas atualizações

  • Instagram - White Circle
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019