Banner - Vem K - 1040x250.jpg

Balneário Camboriú recebe a Bandeira Azul pela terceira temporada consecutiva


Pela terceira vez consecutiva, as praias de Estaleiro e Estaleirinho receberam a Bandeira Azul. Em cerimônia na praia de Estaleirinho na manhã desta sexta-feira (18), as bandeiras foram entregues aos presidentes das associações dessas praias, Arlindo Laurindo Ramos e Marcos Cézar Almeida, comprovando a renovação do certificado para a temporada 2020/2021.


“Nós renovamos a condição dessas duas praias com a Bandeira Azul, comprovando que o trabalho desempenhado no cuidado com o meio ambiente tem gerado resultados positivos. Mais do que isso, estarmos entre as praias certificadas, nos coloca na rota mundial do turismo sustentável, tão importante para Balneário Camboriú”, enfatizou o prefeito, Fabricio Oliveira.


Esta certificação internacional atesta que as praias têm qualidade para uso, dentre outras regras com relação ao código de conduta desses locais. “É um orgulho para Balneário Camboriú ter novamente duas praias certificadas, já que os critérios se tornam mais rigorosos a cada ano e, ainda assim, conseguimos nos adequar”, observa a secretária de Meio Ambiente, Maria Heloísa Furtado Lenzi.

Presentes também na entrega a representante nacional do Bandeira Azul, Leana Bernardi, e o gestor das praias Bandeira Azul de Balneário Camboriú, Luidgi Marchesi.


O selo internacional é concedido a praias e marinas que atenderam a uma lista de critérios ligados a questões ambientais e qualidade da água. Em razão da pandemia do novo coronavírus, as praias de Balneário Camboriú estão liberadas apenas para atividades físicas individuais. Sobre o Programa*


O Programa Bandeira Azul é um selo de caráter socioambiental reconhecido em todo o mundo. Foi criado pela Foundation for Environmental Education (FEE), uma instituição internacional com integrantes representando seus respectivos países. No Brasil, o Operador Nacional do Programa é o Instituto Ambientes em Rede (IAR).


As praias, marinas e embarcações inscritas no programa comprometem-se com o cumprimento de critérios propostos. Para ser certificada, a praia/marina/embarcação deve ser inicialmente aceita pelo Operador Nacional, recomendada pelo júri nacional e aprovada pelo júri internacional.

O júri internacional é composto pela Foundation for Environmental Education (FEE), United Nations Environment (UNE), United Nations World Tourism Organization (UNWTO), World Health Organization (WHO), International Union for Conservation of Nature (IUCN), European Union for Coastal Conservation (EUCC), International Lifesaving Federation (ILS), International Council of Marine Industry Associations (ICOMIA), European Environment Agency (EEA), United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization (UNESCO), World Cetacean Alliance (WCA) e European Network for Accessible Tourism (ENAT).

3193 14 - Calebe Moreno - 960x960.jpg
3254 05 - WEB BANNER - CALEBE - 960X960