Banner - Vem K - 1040x250.jpg

Áreas de risco de Camboriú são mapeadas e estão disponíveis em site

Ferramenta irá contribuir para facilitar e agilizar o trabalho da Defesa Civil e o atendimento ao morador de áreas de risco e alagamentos. Além disso irá contribuir para a liberação de novos loteamentos e construções




A Prefeitura de Camboriú, por meio da Fundação do Meio Ambiente de Camboriú (FUCAM) e a Secretaria de Proteção e Defesa Civil, lança uma ferramenta digital, dentro do site da Defesa Civil, que irá agilizar os registros para atendimento e também contribuir para a análise de áreas inundáveis e de risco no município. O site da Defesa Civil agora conta com duas novas opções na aba do menu na página principal: Mapas e Solicitações. Para acessar o site clique aqui http://defesacivil.camboriu.sc.gov.br/.

As duas novas funções possibilitam o acesso da comunidade a mapeamentos e estudos realizados por diferentes instituições. O ícone Mapas mostra o estudo detalhado por meio de relatórios e mapas dos bairros e áreas de alto e muito alto risco de deslizamentos, enchentes e inundações. Mostra também as áreas menos suscetíveis a esses riscos, que são as mais aptas à urbanização.


No menu Solicitações o cidadão pode solicitar de forma ágil e 100% online serviços como vistorias e cotas de enchente. “Com essa ferramenta, a comunidade passa a ter acesso a essas informações de forma simples e objetiva. Podendo inclusive observar e optar por melhores áreas para investimentos e construções”, explica secretário de proteção e Defesa Civil, Jaime Galitzki.

De acordo com a presidente da FUCAM, Liara Rota Padilha, o estudo para mapeamento de inundação é consequência de acordo com o Ministério Público, em 2018, o qual prevê a não aprovação de novos loteamentos em áreas de possíveis inundações no município.


“O estudo foi realizado por uma instituição séria e de renome nacional – o Instituto de Pesquisa Hidráulica (IPH) do Rio Grande do Sul.



O resultado está disponível à toda a comunidade, e nos permite mapear as áreas onde a ocupação por novos loteamentos é inviável, uma vez que há risco de inundações recorrentes”, explica a presidente. “Um ganho enorme para todos, Município e moradores”, conclui.



3254 05 - WEB BANNER - CALEBE - 960X960